quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

O capitão no Cairo

A história do príncipe etíope Alamayou que tenho vindo a abordar nalguns textos centra-se, obviamente, no próprio e no seu primeiro tutor britânico, o capitão Tristram speedy.
Para Speedy, a oportunidade de cuidar da criança permitiu brilhar, algo a que a sua personalidade se propiciava, a acreditar nos relatos de terceiros.
Ainda antes de ver confirmada a sua posição de tutor ( que virá a aconter apenas na ilha de Wight, Inglaterra, após o retorno da liderança da Expedição abíssinia à sede do império), o capitão faz-se fotografar durante a passagem pelo Cairo, em cenário operático e exótico, e vestido com as, no dizer de fontes coevas. pitorescas roupas abíssinias.
No verso da fotografia escreve «Yours very truly, T. C. S. Speedy as “Basha Fellaka”», assumindo a teatralidade da coisa. Tristam Speedy ressuscitará nos anos seguintes, e a gosto, a personagem de capitão etíope, título que lhe fora dado pelo derrotado e suícida imperador Tewodros, para variadas audiências e em multiplas ocasiões, aparentemente sem pudor.

Strommeyer & Heymann, Capitão Tristram charles Speedy, Cairo,1868
imagem obtida aqui

Strommeyer & Heymann, verso da fotografia do Capitão Tristram charles Speedy, Cairo,1886
imagem obtida aqui

__________________________________________________________

Sem comentários:

Publicar um comentário